Prove Portugal

Gastronomia Portuguesa

A história da gastronomia Portuguesa está directamente relacionada com as qualidades ímpares dos produtos com que o solo e o oceano nos presenteiam. Foi esta matéria-prima, a que o clima ameno, de cariz mediterrânico e influência atlântica não é alheio, que as várias culturas que povoaram o nosso território souberam engrandecer e aprimorar. Dos fenícios aos romanos, dos mouros às novas gerações, a cozinha portuguesa é consequência de todos os contributos dos ocupantes da Península.

Também as descobertas marítimas e o massivo comércio de especiarias inspiraram a nossa cozinha e introduziram novos sabores. Outros produtos base, como a batata ou o feijão, nos chegaram durante este período auriu da nossa história e, daqui, partiram para vários países europeus.

Mas é o mar que nos dá os mais brilhantes produtos, os mais saborosos peixes e mariscos alimentados pela rica convergência de correntes atlânticas e mediterrânicas.
Se noutros tempos apenas a gastronomia das regiões litorais beneficiava desta relação com o oceano, hoje é o mundo e os seus mais emblemáticos restaurantes quem colhe o proveito dos frutos do nosso mar, do melhor peixe do mundo!
 

A base da tradição Mediterrânica assenta na trilogia do pão, vinho e azeite. Esta tendência, espalhada um pouco por todo o país, encontra diferentes nuances de acordo com os contributos de cada região. A carne e os enchidos consolidam a base de produtos essenciais em muitos pratos portugueses, sobretudo na região Norte.

São estas influências climáticas, geralmente demarcadas pelas mesmas fronteiras geográficas que delimitaram os trajectos dos povos que pelo nosso território passaram, que cunham as várias tendências e caracterizam as cozinhas regionais.